Tudo que mata.

Respirar mata.
Transar mata.
Matar mata.
Andar mata.
Sedentarismo mata.
Naturalismo mata.
Socialismo mata.
Capitalismo mata.
Feiura mata.
Beleza mata.
Tolerância mata.
Intolerância mata.
Religião mata.
Ateísmo mata.
Extremismo mata.
Fitness mata.
Carne mata.
Vegetal mata.
Bandido mata.
Polícia mata.
Cidade mata.
Campo mata.
Bicho mata.
Homem mata.
Racionalismo mata.
Sentimentalismo mata.
Viver mata.
Ódio mata.
E o que mais me dói escrever:
AMOR MATA.

Refleti tanto, e por tanto tempo, em tudo que mata, que cheguei à seguinte conclusão.

Nascer mata.

Anúncios

2 comentários sobre “Tudo que mata.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s