Achei a resposta?

Sentir saudade não é errado. Errado é não sentir. Deixar passar memória, qualquer que seja,  é errado. É egoísmo. Ingenuidade, eu diria.

Saudade molda caráter, cria coragem, ajuda no dia. Combate tédio, expurga tristeza, afasta sono. Irrita o olho, causa choro, liberta.

É algo que tem que existir. Por direito, por dever. Por necessidade, por prazer.

Se faz intrínseca à própria existência humana. Um ou outro dia, me pergunto do que é feita minha saudade. Minha saudade é feita de sorrisos que não mais causarei. Trejeitos que não mais verei. Lágrimas que não mais compartilharei. Mensagens que não enviarei, ligações que não receberei, cartas que não escreverei. Feita de aço puro, inoxidável, blindado, é algo que resistirá mais até que eu mesmo. Um fardo tão pesado que chega a ser leve e tranquilo carregar.
Minha saudade é feita de mim, pra mim, por mim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s