Tremido

Enfurnado no trânsito, torrando no sol, compondo uma música em mi-bemol, pensando no porquê não te visito. Entendo.

Te abomino, me recrimino, me desafino, ah que desatino. Reformulo.

Nada de desânimo, desespero. Busco, e quero, teu acalento, aconchego. 

Simples. 

Tudo pra, uma vez mais, me impregnar com teu cheiro, me inundar com teu beijo, repousar no teu seio, morrer e viver de desejo.

E isso é tudo, e só, o que anseio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s